Resenha #14 - Como eu era antes de você


A História

Louisa Clark sempre viveu em sua zona de conforto. Aos 26 anos ela trabalha como garçonete e namora Patrick há algum tempo (anos). Mas tudo muda quando o café em que Lou trabalha fecha as portas e ela se vê obrigada a procurar um novo emprego.

"Provavelmente, ninguém não olharia para mim duas vezes. Uma garota comum, levando uma vida comum. Para mim, estava ótimo desse jeito." (Pág: 23) 

É aí que ela conhece Will Traynor. Tetraplégico por conta de um acidente de moto, Will não vê mais motivo para viver. E a grande tarefa de Lou não é apenas cuidar dele, mas sim, fazê-lo mudar de opinião.

Minha Leitura


Faz pouco mais de 1 hora que concluí a leitura do livro e a verdade é que não tenho a mínima ideia de como fazer essa resenha. Essa história mexeu tanto comigo que me deixou em meio a um turbilhão de sentimentos e emoções que tornam difícil organizar tudo em palavras.

Narrada em primeira pessoa, a história nos é contada por Lou. No entanto, em alguns momentos, quatro se eu não estiver enganado, a história é narrada por outros personagens. Confesso que não gostei muito dessa mudança de perspectiva na história, mas entendo também que ela era necessária para entendermos melhor como pensavam os outros personagens, e também para tomarmos conhecimento de fatos que não eram observados por Lou.

"Ser atirada para dentro de uma vida totalmente diferente - ou, pelo menos, jogada com tanta força na vida de outra pessoa a ponto de parecer bater na janela dela - obriga a repensar sua ideia a respeito de quem você é. Ou sobre como os outros o veem." (Pág: 58) 


A escrita de Jojo Moyes mostra uma evolução da autora em relação ao seu primeiro livro lançado aqui no Brasil, "A Última Carta de Amor". Sua forma de narrar e suas construções são perfeitamente assimiláveis e contribuem para passarmos as páginas do livro sem nem mesmo notarmos. É importante ressaltar também os momentos em que todo o drama da história é amenizado pelas farpas divertidas que são trocadas entre Lou e Will. Além disso, o jeito sarcástico e irônico de Lou também conferem essa leveza ao texto.

Um momento que achei memorável e que acho que não esquecerei nunca é na festa de casamento em que Lou e Will vão e que ela senta em seu colo, e juntos, na cadeira de rodas, eles dançam. Dançam como se não houvesse amanhã, como se existissem apenas eles no mundo, como se nada importasse somente o sentimento que havia despertado.

Algo que não gostei muito da história foi o fato de mesmo Lou sendo responsável por todo o dinheiro que chegava a sua casa, seus pais rirem e fazerem piadas dela e sempre darem preferência a irmã mais nova de Lou. E aqui vale ressaltar a fortaleza que essa personagem foi durante quase toda a história, sempre lutando bravamente e nunca desistindo, com um único objetivo.

"Não consegui ver sua boca, mas seus olhos se apertaram, um pouco divertidos. Eu queria que continuassem assim. Queria que ele fosse feliz, que seu rosto perdesse aquele ar assustado e alerta" (Pág: 91)

 
A medida que a leitura avançava o medo me domava. O medo de acabar com uma história que me tocou tanto, ao ponto de mesmo após a leitura ficar pensando nos personagens e na continuação da história. Mas o medo maior não era esse, o medo maior era o desfecho que não só despedaçou o coração de Lou, mas o meu também. Fiquei um tanto chocado com o final da história, com um sentimento preso no peito e um grito travado na garganta, a minha vontade era entrar ali e poder mudar tudo e finalmente poder permitir que aquele amor que nasceu aos meus olhos pudesse se concretizar.

Mas apesar de tudo, o final da história só me fez querer começar tudo de novo, querer reviver e sentir de novo a sensação especial que senti a cada página, a cada capítulo. "Como eu era antes de você" não é apenas mais um romance, mas uma história que te toca, que te faz sentir, que te faz chorar. Mas além disso tudo, é também uma história que te faz parar e pensar na sua vida, será que você está realmente fazendo tudo o que deve? Está realmente aproveitando a vida? O principal ensinamento é o de que apesar de tudo, nos sempre podemos ampliar nossos horizontes.

"Durante algum tempo, fui capaz apenas de vê-lo como um suicida em potencial. Agora, ele era só Will - o enlouquecedor, instável, inteligente e engraçado Will - que era meu patrão e gostava de interpretar o professor Higgins para a minha Eliza Doolittle. Seu corpo era apenas uma parte do pacote completo, algo para se lidar de vez em quando, em intervalos, antes de voltarmos a conversar. Para mim, tinha se tornado a parte menos interessante dele." (Pág: 164)

Essa história me fez querer encontrar uma música, uma música que refletisse bem tudo o que senti. E sem querer, quando comecei a escrever essa resenha encontrei essa música, a música, embora não tenha relação alguma com a história, por seu tom, melodia e em alguns momentos até mesmo a letra me fez relembrar toda a história, como flashes na memória.  Não me perguntem o porquê apenas ouçam:


Pra terminar, posso dizer que essa é uma leitura que me deixou um pouco triste ao final, mas essa tristeza não é e não será suficiente para fazer com que eu esqueça toda a beleza, todo o sentimento, e todo o amor que senti ao fazer a leitura desse livro. Por isso amigos, não deixem de ler, leiam, leiam e sintam.

Título: Como eu era antes de você.
Autor: Jojo Moyes.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 320.
Nota: 5/5
<3

Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

14 comentários :

  1. Oi Raimundo,
    Nossa, deu pra perceber que o livro é profundo e que você gostou muito!
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada dessa autora, mas estou querendo em breve.
    O livro parece ser realmente maravilhoso!
    Abraço,


    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcelo!

      É isso mesmo. Perfeito é a palavra que define esse livro. Espero que para você seja uma leitura tão agradável e proveitosa como foi para mim. É realmente lindo!

      Abraços!

      Excluir
  2. Ai, já li TANTAS resenhas sobre esse livro! E cada vez que leio uma nova penso: "Ok, na próxima compra ele entra!", mas acontece que sempre acabo deixando ele pro final, ou de lado D:
    Ainda quero DEMAIS lê-lo!
    Ótima resenha, guri :D

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina!

      Sinceramente, você não sabe o que está perdendo. Como você pôde perceber na resenha, o livro é bom demais e vale o investimento.

      Obrigado pelo elogio, pela visita e pelo comentário. :]

      Beijos!

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?
    Quero muito ler este livro e sua resenha só colaborou para minha vontade aumentar, parabéns!!!
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!

      Tudo bem sim, e contigo?

      Obrigado por sua visita e comentário. Que bom que você gostou da resenha, quanto ao livro, preciso dizer algo mais?

      Volte mais vezes! :D

      Abraços,

      Excluir
  4. ÔôÔôô!!!

    Vc disse que publicaria essa resenha no começo de outubro, e eu fiquei de olho. Mas um diazinho agitado, e pum, eu "perdi" o primeiro comentário! Rs

    Raimundo, que resenha linda! Eu não preciso dizer que me senti exatamente como você, ne? A vontade é de entrar no livro e mudar o final! :(
    Vc lembrou o trecho do casamento, é linda realmente, fiquei arrepiada só de lembrá-la aqui, através das suas palavras. Outro momento que gosto muito é o da tempestade, quando eles dividem o quarto do hotel! Lindo demais! Aí, acho que vou ler ele de novo!!! Saudade de Wiil e Lou!

    Parabéns pelo post! Lindo, lindo, lindo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Malu!

      Também senti a falta do seu comentário. hehehe

      É sim um livro que nos envolve tanto que queremos ser parte dele. É difícil enumerar os momentos inesquecíveis do livro, são tantos, não acha? Também já estou com saudades dos dois!

      Obrigado por ser nossa leitora assídua.

      Beijão! :D

      Excluir
  5. Eeii!!
    Quando comentei o post eu estava pelo cel, e ñ consegui ver o vídeo. Vim fazer isso agora. Eita, você judiou, moço! rs Que música linda!! Realmente lembra Lou e Will!! Adorei!!! Obrigada pela indicação, o vídeo já vai pro meu face! rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha....

      Que bom que você gostou da música, também achei linda e tocante, sensível, enfim!

      Por nada! rs

      Beijos!

      Excluir
  6. Oi!
    Gostei da sua resenha, parece realmente uma história interessante e você não é o primeiro que vejo que ficou tão tocado pela história.
    Apesar de você dizer que a autora evoluiu em relação ao seu primeiro livro ainda não estou convencida a lê-lo,mas não descarto a possibilidade. ;)

    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adrielle!

      A história é realmente marcante, de uma sensibilidade inexplicável. Adoraria que você lesse o livro e voltasse aqui para dividir suas impressões comigo. :D

      Beijos!

      Excluir
    2. Não sei quando vou ler o livro,mas vou lembrar de te contar o que achei da história.

      bj

      Excluir
    3. Dedos cruzados esperando por sua leitura. :)

      Excluir

Olá!

É sempre um prazer receber sua visita e comentário. Responderemos a sua mensagem logo que possível. Obrigado e Volte sempre! :D

Scroll to top