Resenha #08: Bela Maldade

A História


Katherine era uma garota popular e descolada. Já sua irmã, Rachel, era tímida e recatada, além disso tinha um dom especial para a música. Certa noite as duas saem para uma festa com uma amiga de Katherine e o resultado é catastrófico: a irmã mais nova de Katie foi estuprada e assassinada.

Triste com a forma como tudo aconteceu e com a forma como ela e sua família foram acusada de abusar do talento da irmã, a garota e os pais mudam de cidade. Eles vão para outra cidade e Katie vai viver com uma tia em outro lugar.

Há apenas uma tonelada de dor para carregar -um fardo permanente e medonho -, e falar sobre essa carga não a remove, nem a torna mais leve” (Pág: 27)

Culpando-se pelo ocorrido, a moça passa a ser o oposto do que era antes. Calada e evitando interações sociais. Mas isso muda quando Alice aparece e oferece sua amizade. Junto com Alice e o namorado dela, Katherine aos poucos vai ganhando sua vida de volta, trazendo de volta um ânimo que há muito havia perdido.

Aos poucos a amizade e intimidade vai aumentando e só então Katherine é capaz de perceber a verdadeira personalidade da amiga. Logo, ela procura se afastar, mas descobre o real motivo da aproximação de Alice.

Minha Leitura

A história tem um enredo interessante, mas apega-se demais a proposta inicial. A personagem principal não me agradou muito, achei que ela deveu em atitude. Em contrapartida a antagonista é forte e impactante, chegando a assustar por suas ações e hipocrisias.

No início do livro, os capítulos são alternados em três diferentes épocas, o que torna a leitura vagarosa e confusa, tanto que são as primeiras páginas que tornam a leitura lenta e imprimem uma monotonia paralisante na história.

Palavras são só palavras, ajuntamento de sons impotentes contra a força da verdadeira dor, do verdadeiro sofrimento” (Pág: 45)

A escrita da autora permite uma leitura ambígua, as vezes dinâmica, as vezes parada, mas no final da história, e tão somente no final, essa escrita confere uma agilidade a narrativa e consequentemente a leitura, por isso, a monotonia inicial é compensada com a dinâmica final.

A história narrada em primeira pessoa te permite conhecer um pouco melhor o personagem que nos empresta seu ponto de vista da história, no entanto, não vejo Katherine como uma personagem que nos fazem torcer pelo seu final, é uma personagem passiva e de pouco personalidade, as vezes covarde e que desperta raiva no leitor.

É importante mencionar a forma como a história é finalizada, a maneira surpreendente como a autora criou conexões entre a vida das personagens e a forma como o ponto final foi colocado na história deram um tapa na minha cara e desmentiram a previsibilidade que achei que a história teria.

Mas só consigo olhar para os olhos de Alice. Eles são frios, avaliadores, e as pupilas tão dilatadas, que tudo o que posso ver é escuridão. Dura e inflexível. Profunda. Implacável. Ali, só há trevas.” (Pág: 114)

Por fim, vale dizer, que Bela Maldade relata uma história forte e de traumas psicológicos que realmente mexem com o leitor, todavia, não tive um envolvimento com a história e com os personagens. Mas no geral, posso dizer que foi uma leitura boa e que me chocou em alguns momentos mais intensos.

Título: Bela Maldade
Autor: Rebecca James
Editora: Intrínseca
Páginas: 302
Nota: 4/5

Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

2 comentários :

  1. Olá, como está?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro.
    O livro parece ser muito vida real e eu curto mais fantasia e aventura, mas, talvez eu desse uma chance para ele.
    Odeio quando o autor não consegue arrumar seus pensamentos em texto quando quer falar de vários períodos de tempo diferentes, dá muita raiva, rs rsrs.
    Parabéns pela resenha.

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marcelo!

      Tudo bem e vc?

      Antes de mais nada, obrigado pela visita e pelo comentário. Histórias fantásticas dão margem a nossa imaginação, por isso, elas nos permitem fugir da realidade, criar e fazer parte de mundos diferentes. Obrigado pelo elogio.

      Tudo de bom pra você.

      Continue nos visitando! :)

      Excluir

Olá!

É sempre um prazer receber sua visita e comentário. Responderemos a sua mensagem logo que possível. Obrigado e Volte sempre! :D

Scroll to top